Rock in Rio e governo do RJ vão levar energia solar para 210 escolas

Uma parceria entre a organização do festival de música Rock in Rio e o governo do estado do Rio de Janeiro irá levar geração de energia solar a 210 escolas públicas fluminenses, que serão contempladas com a instalação de 14.600 painéis fotovoltaicos. A iniciativa permitirá que toda economia gerada pelos módulos seja 100% revertida para as próprias instituições nos próximos 25 anos. Com o projeto, intitulado Rock in Rio Solar, a organização espera potencializar seus discursos, além de concretizar ações que impactam positivamente o mundo.

“Estamos dando um grande passo que é dar para estas escolas a modernização com o que há de mais eficiente no mundo em energia”, comenta Roberto Medina, presidente do RiR. Ele destaca que, além de ser um modelo sustentável, no qual a verba de pagamento de contas de luz será revertida, trazendo mais recursos para as escolas, o projeto atenta para uma necessidade do presente e que dialoga com as gerações futuras, que irão liderar uma transformação por meio da adoção de uma energia limpa e segura com o menor impacto ambiental.

‘É um legado para o futuro que precisamos construir a partir de hoje’, sustenta o fundador do maior evento de shows do país. Ele informou ainda que toda a execução e instalação do projeto ficará sob responsabilidade de uma empresa que está sendo licitada. A expectativa é que até 2020 todas as escolas já estejam com seus painéis instalados durante o ano letivo. Para o governador Wilson Witzel, a parceria do estado com o Rock in Rio garante não apenas a modernização das unidades escolares, mas também a economia de recursos públicos.

“Estamos investindo para melhorar a estrutura das escolas, com a aquisição de aparelhos de ar condicionado para todas as unidades, e a partir do ano que vem, 600 escolas passarão a ter turmas em tempo integral”, informou o governador, prometendo que todas as instituições estaduais de ensino terão turmas integrais até o final de seu mandato. O secretário de Educação do estado, Pedro Fernandes, ressaltou que o projeto é importante por promover a sustentabilidade nas escolas públicas estaduais, por meio de fonte limpa e renovável, além de inesgotável.

A seleção das 210 escolas públicas do Estado contempladas pelo projeto será feita por meio de um concurso de redação com o tema “A mudança começa por você”. Os 50 melhores textos ganharão um par de ingressos para o Rock in Rio 2021 e as 210 escolas que mais se destacarem serão beneficiadas pelo Rock in Rio Escola Solar.

Rock in Rio Escola Solar em Lisboa

Em Portugal, o Rock in Rio Lisboa, nas edições de 2008 e 2010, investiu na aquisição e instalação de 760 painéis solares em 38 escolas, que produzirão energia elétrica durante 15 anos. Toda a verba angariada pela venda da eletricidade é revertida para projetos sociais através da SIC Esperança, ONG parceira do projeto. Até hoje já foram investidos pouco mais de R$ 1 milhão em projetos sociais. A iniciativa, logo no primeiro ano, ganhou o prêmio Energy Globe Award, o mais conceituado nesta temática.

Leia mais: “Uma parceria entre a organização do festival de música Rock in Rio…”

Rock in Rio e governo do RJ vão levar energia solar para 210 escolas